Policy Brief Brasil - Crack

De WikiEvipnetAM

Plano de Trabalho

Contenido

Tema

Crack

Subtema

promoçao da saúde

Terminologia

  • Cocaína Crack - Forma purificada, alcaloidal, extra-potente da cocaína. É fumada (baseado livre), injetada intravenosamente e ingerida oralmente. O uso do crack resulta em alterações na função do sistema cardiovascular, do sistema nervoso autônomo, sistema nervoso central e no sistema gastrointestinal. O termo de gíria "crack" derivou-se do estalo ouvido quando esta forma de cocaína é acesa para fumar.

Qual é o Problema?

Insuficiências da rede de atenção, frente ao consumo de crack atual e suas tendências. Fragilidade do problema dificultado pela ausência de indicadores precisos.

Definindo o problema - [1]

Contexto e antecedentes do Problema

Como o problema recebeu a atenção e como este processo de priorização influenciou a perspectiva de que o problema seja enfrentado?

Apresentação da Área Técnica do MS - [2]

Media

Prefeitos/gestores/trabalhadores que não dão contaPesquisas eleitorais aparece a preocupação droga.

Ouvidoria do SUS: saúde mental começa a..não conseguiram respostas. Entrar em contato com a ouvidoria...demanda de serviço pela população (132 viva voz – Sec Nac de drogas e ouvidoria do SUS MS- Banco de dados).

25 anos de estruturação da reforma psiquiátrica. AD não tanto

2009 marco: 2010 plano de inivi=ciativa da saúde (MEC< desenvolvimento social...100M da saúde) Financiamento ascendente).

Forças sociais tensionando: instrumentar o gestor

Ilegalidade + segurança + violência +

Diferenças entre crack, outras formas de cocaína, outras (percepção?)

Há indicadores de que há 5 a 10 X (dados subestimados) a ser validado

Câmaras: há evidência

Opções de internamento: porque não

Caracterização do Problema

Quais indicadores podem ser usados, ou coletados, para estabelecer a magnitude do problema e para medir o progresso do seu enfrentamento?

Número atual de caps AD por Cobertura de 100 mil habitantes

Número de pessoas interessados e número de usuários

Capacitação dos profissionais

Pesquisas epidemiológicas e socioeconômicas (mapear as pesquisas?)

Aumento do Financiamento: de 400 a 2 bilhões.

Integrar crack com outras atividades

Não se conhece a dimensão do problema a nível nacional

Pesquisa da Fiocruz:

Quantificar facilita o desenvolvimento/estruturação da rede

Apoio social

20 a 70 mil caps 1

Caps ad

Rede, implementação: mapeamento

Quantos são, onde estão, como eles são

A população

Os profissionais

E os serviços

Quais que não existem

Quais comparações podem ser feitas para estabelecer a magnitude do problema e para medir o progresso do seu enfrentamento (evidências de causas)?

Projeção mundial 2 a 4%

Comparação de outras drogas

Financiamento

Atendimento

Prevenção no risco?

Como o problema pode ser descrito e estruturado de maneira a motivar diversos grupos que possam estar interessados em enfrentá-lo?

Caracterização das Opções para enfrentamento do Problema

Identificar 3 ou mais op@ções de políticas/programas/intervenciones viables que permitan enfrentar el problema, considerando:

  • 1- Diálogo entre ensino e serviço para formulação de questões para produção de evidências científicas sobre o crack (ainda escassas).
  • 2- Construção e avaliação das linhas de cuidado dos usuários de crack
  • 3- Foco na prevenção e promoção da saúde
  • 4- Economia da saúde / financiamento


  • Beneficios de la opción
  • Daños potenciales de la opción
  • Costos y/o costo-efectividad de la opción en relación con el status quo
  • Incertidumbre en relación a los beneficios y daños potenciales de la opción (de tal manera que un programa de monitoreo y evaluación sería deseable de elegirse esta intervención)
  • Cuales fueron los elementos críticos para la implementación exitosa de la intervención en otro lugar
  • Experiencias y perspectivas de los actores (grupos de interés) sobre las diferentes opciones

Considerações para implementação

Qué consideraciones se deben tener en cuenta para la implementación?

Describir las barreras o dificuldades que poderão existir para implementar as opções de intervenções identificadas, tais como barreiras relacionadas ao sistema de saúde, aos pacientes, aos profissionais de saúde, entre outras. Caracterizar as estratégias de implementação viáveis para superar as barreiras identificadas.

Mensagens chave

Opção: 1. Diálogo entre ensino e serviço para formulação de questões para produção de evidências científicas sobre o crack (ainda escassas) para implantação da rede de atenção psicossocial (RAPS)


O que no problema levou a esta opção?

  • Falta de evidências de abrangência nacional
  • Oferta de evidências reduzida: produção conectada com uso; pesquisa informada pela demanda política
  • diálogo da área entre acadêmicos gestores, serviço e ainda insuficiente para a amplitude nacional

--> Agenda de pesquisa a partir da caracterização dos problemas (e não simplesmente da área temática, ou do interesse do pesquisador) Critérios de inclusão no diálogo:

• inter-disciplinar (economia, educação< segurança: assistência social; psiquiatria; etc) • regional • grupos de excelência e grupos com potencial (identificação com o tema) • gestão: tripartite • movimento/controle social

  • obstáculo: diversidade de interesses; grupos regionalizados para levantamento dos problemas

Ver: 4ª. Conferência de saúde mental (3 eixos) e CNMunicipios 2010, em 4,907 municípios/dos 5,568

--> Agenda de pesquisa baseada em problemas (diálogo deliberativo)

Informação: observatório com análise e com vistas à utilização

Referências

1- Nappo SA, Sanchez ZM, Ribeiro LA. Is there a crack epidemic among students in Brazil?: comments on media and public health issues. Cad Saude Publica [Internet]. 2012 Sep [cited 2012 Dec 07];28(9):1643-9. Available from: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2012000900004&lng=en&nrm=iso

2-Rodrigues DS, Backes DS, Freitas HMB, et al . Conhecimentos produzidos acerca do crack: uma incursão nas dissertações e teses brasileiras. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2012 [cited 2012 Dec 07];17(5). Disponível em: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012000500018&lng=en&nrm=iso

3- Ribeiro LA, Sanchez ZM, Nappo SA. Surviving crack: a qualitative study of the strategies and tactics developed by Brazilian users to deal with the risks associated with the drug. BMC Public Health [Internet]. 2010 Nov 4 [cited 2012 Dec 07];10:671. Available from: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3091576/pdf/1471-2458-10-671.pdf

4- Duailibi LB, Ribeiro M, Laranjeira R. Profile of cocaine and crack users in Brazil. Cad Saude Publica [Internet]. 2008 [cited 2012 Dec 07];24 Suppl 4:s545-57. Available from: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2008001600007&lng=en&nrm=iso

5- Domanico A, Malta M. Implementation of harm reduction toward crack users in Brazil: barriers and achievements. Subst Use Misuse. 2012 Apr;47(5):535-46.

6- Nappo SA, Sanchez ZM, Rameh R, Almeida R, Uchôa R. Virado: a new method of crack consumption in Brazil. Am J Addict [Internet]. 2012 Nov [cited 2012 Dec 07];21(6):574-5. Available from: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1521-0391.2012.00272.x/pdf

7- Magill M, Ray LA. Cognitive-behavioral treatment with adult alcohol and illicit drug users: a meta-analysis of randomized controlled trials. J Stud Alcohol Drugs [Internet]. 2009 Jul [cited 2012 Dec 07];70(4):516-27. Available from: http://cochrane.bvsalud.org/doc.php?db=dare_abstracts&id=DARE12009107083&lib=COC

8- Smith Lesley A, Gates Simon, Foxcroft David. Therapeutic communities for substance related disorder. Cochrane Database of Systematic Reviews. In: The Cochrane Library, Issue 11, Art. No. CD005338. Available from: http://cochrane.bvsalud.org/doc.php?db=reviews&id=CD005338&lib=COC

9- Smith LA, Gates S, Foxcroft D. Comunidades terapéuticas para los trastornos relacionados con el uso de sustancias. Revisión Cochrane traducida [Internet]. En: La Biblioteca Cochrane Plus, 2008 [citado 2012 Dec 07] Número 4. Oxford: Update Software Ltd. Disponible en: http://www.bibliotecacochrane.com/pdf/CD005338.pdf

Fontes de informação

Bases de dados


Outras fontes

Estratégias de busca

Estudos primários - Biblioteca Virtual em Saúde

(ti:crack mj:"cocaina crack") (ti:prevention or ti:brasil or ti:brazil or ti:interven$ or "saude publica" or ti:epidemia or "public health" or "promocao da saude" or "educacao em saude")

Revisões sistemáticas - EVIPNet Brasil:

crack or ti:cocaine or (ti:drug$ ti:dependence)

Herramientas personales