Policy Brief Brasil - Nutrição e Micronutrientes

De WikiEvipnetAM

Plano de Trabalho

Contenido

Tema

Nutrição e Micronutrientes

Subtema

Micronutrientes: Vitamina A Subnutrição infantil Subnutrição materna

Terminologia

Definicão dos termos utilizados, sinônimos, versões dos termos em português, inglês e espanhol.

  • Micronutrientes (D27.505.696.377.605/J02.500.631) - Elementos ou compostos orgânicos essenciais na alimentação, necessários em apenas pequenas quantidades para que ocorram os processos fisiológicos normais.
  • Estado Nutricional - Estado resultante do equilíbrio entre o consumo alimentar e o gasto energético do organismo. Relaciona-se ao estado de saúde do indivíduo e com a capacidade do organismo em utilizar adequadamente os nutrientes.
  • Programas de Nutrição - Programas Nutricionais .
  • Nutrição Materna - Nutrição da mulher, durante o período de lactância, que pode afetar a saúde do LACTENTE, assim como dela própria.
  • Nutrição do Lactente - Nutrição Infantil.
  • Saúde Materno-Infantil - Compreende: promoção e manutenção do bem-estar físico, mental e social de gestantes (incluindo cuidado pré-natal, assistência ao parto e humanização do parto), recém-nascidos e lactentes.

Qual é o Problema?

Definindo o problema - [1]

Deficiência de vitamina A em mulheres em idade fértil e crianças menores de 5 anos.

Contexto e antecedentes do Problema

Apresentação da Área Técnica do MS - [2]

Caracterização do Problema

Deficiência de vitamina A em mulheres em idade fértil e crianças menores de 5 anos. De acordo com a Pesquisa Nacional de Demografia em Saúde a prevalência média no Brasil é de 12,3% para mulheres e de 17,4% para crianças.

Hipovitaminose A Crianças 6m 59m Mulheres 15 a 49 anos Avaliado por meio de Retinol Sérico (< 0,7 mol/2)

crianças

  • Norte 10,7
  • Nordeste 19
  • Sudeste 21,6
  • Sul 9,9
  • Centro-oeste 11,8


mulheres

  • Norte 11,2
  • Nordeste 12,1
  • Sudeste 14
  • Sul 8
  • Centro-oeste 12

Cenário atual da ação

Crianças:O programa Nacional de Suplementação com vitamina A, desde 2005, prevê a suplementação de todas as crianças de 6 a 59 meses das regiões nordeste e norte, e, desde maio de 2012, para todas as crianças residentes em municípios participantes do Plano Brasil Sem Miséria (extremamente pobres) das regiões sul, sudeste e centro-oeste. A ação se encontra em 3.032 municípios.

Mulheres:Esse mesmo programa prevê, desde 2005, a suplementação de todas as puéperas residentes na região nordeste.


1. Existe a necessidade de ampliação do programa para a suplementação de crianças para todo o território brasileiro?

2. Qual a pertinência da manutenção do programa de suplementação para puérperas na região nordeste ? E ampliação para outros locais?

De acordo com recentes guias produzidos pela OMS as recomendações são:

Para crianças:

A suplementação com megadose de vitamina A é recomendada para crianças de 6 a 59 meses de idade em locais em que a deficiência da vitamina é considerada um problema de saúde pública. A prevalencia de 20% de hipovitamisose A é indicativo da necessidade da ação. Essa ação contribui com a redução da mortalidade infantil por todas as causas na ordem de 24%. Crianças com HIV tem a redução de 45%. A redução de mortalidade crianças com diarréia é de 28% e a mortalidade de doenças respiratórias é 22%.

A megadose de vitamina A contribui com a redução de 75% da necessidade de internação hospitalar por diárreia. Diminiu a incidência de diarréia em 15%. A redução de 40% na internação hospitalar por doenças respiratórias em crianças com HIV.

Para Mulheres:

A suplementação de vitamaina A no pós-parto não mais é recomendada como intervenção em saúde pública para a prevenção de morbidades e mortalidade materna e infantil. Essa recomendação é baseada em três revisões sistemáticas que mostram a ausência de impacto. O consumo de uma dieta balanceada é a recomendação para esse público.


Pesquisas municipais e regionais realizadas antes da PNDS já indicavam a deficiência. A PNDS confirmou a magnitude do problema. A deficiência de vitamina A é considerada problema de saúde pública moderada. Segundo a OMS o indice acima de 10% insere o problema na categoria moderada.


Diante disso temos:

  • Para mulheres: Suspensão do programa ou Manutenção do Programa
  • Para crianças: Manutenção do programa nos municípios que já fazem parte ou ampliação para Região Sudeste.


Pontos positivos e negativos.


Outras Considerações:

Necessidade de avaliação de impacto da ação na saúde das crianças que recebem megadose. Necessidade de manuntenção de pesquisas de avaliação de magnitude do problema de forma sisitemática.

Caracterização das Opções para enfrentamento do Problema

Foi identificado um conjunto de opções para enfrentar o problema?

Crianças

Suplementação com megadose de vitamina A + Promoção da alimentação saudável na Atenção Básica

Fortificação com múltiplos micronutrientes em pó + Promoção da alimentação saudável na Atenção Básica


Mulheres

Suplementação com megadose de vitamina A + Promoção da alimentação saudável na Atenção Básica

Promoção da alimentação saudável na Atenção Básica


Quais benefícios obtidos com a intervenção?

Criança - suplementação com vitamina A Essa ação contribui com a redução da mortalidade infantil por todas as causas na ordem de 24%. Crianças com HIV tem a redução de 45%. A redução de mortalidade crianças por diarréia é de 28%. Diminui a incidência de diarréia em 15%.

Criança - Fortificação com multiplos micronutrientes Revisão sistemática disponível evidenciou impacto na redução da anemia. Não estão disponiveis dados do impacto na deficiencia de vitamina A. Há necessidade de busca de outros estudos.

Criança - promoção da alimentação saudavel na Atençã Básica Equipe reunirá as possiveis evidencias disponíveis.

Mulheres - Suplementação com vitamina A no pós-parto Revisões sistemáticas disponíveis evidenciam que a suplementação com megadose de vitamina A no pós-parto não produz impacto na mortalidade e morbidade materna e infantil. Diante do exposto as opções seriam: Manutenção ou suspensão da intervenção. Serão elencados os pontos positivos e negativos de cada uma das decisões


Criança - promoção da alimentação saudavel na Atenção Básica Equipe reunirá as possíveis evidências disponíveis.


Quais danos são importantes para os que serão afetados e quais danos podem ocorrer para cada opção? Equipe reunirá as possíveis evidências disponíveis.


Quais são os custos de cada opção e que evidência local/nacional existe sobre o custo-efetividade?

Que adaptações podem ser feitas para cada opção e que poderão alterar os benefícios, danos e/ou custos?

Considerações para implementação

Qué consideraciones se deben tener en cuenta para la implementación?

Describir las barreras o dificuldades que poderão existir para implementar as opções de intervenções identificadas, tais como barreiras relacionadas ao sistema de saúde, aos pacientes, aos profissionais de saúde, entre outras. Caracterizar as estratégias de implementação viáveis para superar as barreiras identificadas.

Mensagens chave

Referências bibliográficas

Fuentes, sitios web, referencias bibliográficas


Avaliação participativa do Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A em um município da Região Nordeste do Brasil

Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A no Estado da Paraíba: uma análise a partir do relato de profissionais da Equipe de Saúde da Família

Home fortification of foods with multiple micronutrient powders for health and nutrition in children under two years of age (Review)[3]

Maternal postpartum vitamin A supplementation for the prevention of mortality and morbidity in infancy: a systematic review of randomized controlled trials [4]

Vitamin A supplementation for the prevention of morbidity and mortality in infants six months of age or less [5]

Vitamin A supplementation for preventing morbidity and mortality in children from 6 months to 5 years of age (Review)[6]

Micronutrient supplementation in children and adults with HIV infection (Review)[7]

Vitamin A supplementation for postpartum women [8]

Vitamin A supplementation during pregnancy for maternal and newborn outcomes (Review)

Fontes de informação

Bases de dados

Estratégias de busca

Revisões sistemáticas - EVIPNet Brasil:

(mj:micronutrientes or ti:micronutrient$ or ti:"nutritional status" or ti:"estado nutricional" or ti:"programas de nutricao" or ti:"nutrition programs" or ti:"nutricao materna" or ti:"Nutrição do Lactente" or ti:"infant nutrition" or ti:"nutricao infantil" or ti:"child nutrition" or mj:"suplementos dieteticos") (ti:children or ti:matern$ or ti:infant$ or ti:nino or ti: crianca or ti:mae or ti:madre$)

Estudos primários - Na BVS (Medline e LILACS):

(ti:micronutrient* (ti:"infant nutrition" OR ti:"nutricao infantil" OR ti:"child nutrition" OR "maternal nutrition" OR ti:"maternal nutritional" OR ti:children OR ti:matern* OR ti:infant* OR ti:nino OR ti: crianca OR ti:mae OR ti:madre* OR "saude materno-infantil")) AND db:("LILACS" OR "MEDLINE")

Herramientas personales